Fandom

Wiki Kung Fu Panda

Página principal

3 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar
 
—Slogan oficial
 
Kung Fu Panda
250px-Kung fu panda poster.jpg
Poster do filme Teatral

Dirigido por

John Wayne Stevenson
Mark Osborne

Produzido por

Melissa Cobb

Roteiro

Jonathan Aibel
Glenn Berger

História

Ethan Reiff
Cyrus Voris

Música

Hans Zimmer
John Powell

Cinematografia

Yong Duk Jhun

Estúdio

DreamWorks Animation

Distribuído por

Paramount Pictures

Orçamento

$130 milhões

Bilheteria

$631,744,560

Kung Fu Panda é um filme de animação americano de ação/comédia produzido pela DreamWorks Animation e distribuído pela Paramount Pictures. Ele foi dirigido por John Stevenson e Mark Osborne e produzido por Melissa Cobb, as vozes principais são de Jack Black, Dustin Hoffman, Angelina jolie, Jackie Chan Seth Rogen, David Cross, Lucy Liu e Ian McShane. O filme teve o primeiro lançamento em 6 de Junho de 2008 nos Estados Unidos e em muitos outros lugares do mundo no final do mês. Ele tem recebido opiniões muito favoráveis de críticos e da maioria de seu público, incluindo chineses que ficaram impressionados com a fidelidade do filme à sua cultura.


EnredoEditar

SinopseEditar

"Entusiasmado, grande e um pouco desajeitado, Po é o maior fã do Kung Fu que existe, o que não vem exatamente a calhar enquanto trabalha todos os dias no restaurante de macarrão de sua família. Surpreendentemente escolhido para cumprir uma antiga profecia, os sonhos de Po tornaram-se realidade quando ele se junta ao mundo do Kung Fu e treina ao lado de seus ídolos - os lendários lutadores Tigresa, Grou, Mantis, Víbora e Macaco - sob a liderança de seu professor e treinador, Mestre Shifu. Mas antes que percebam, o vingativo e traiçoeiro leopardo da neve Tai Lung está a caminho, e cabe a Po defender todos da ameaça que se aproxima. Pode ele transformar o seu sonho de se tornar um mestre do Kung Fu em realidade? Po coloca seu coração - e sua barriga - na tarefa, e o improvável herói finalmente descobre que seus maiores pontos fracos acabam sendo suas maiores forças."


SumárioEditar

Em uma China imaginária (populada inteiramente por animais antropomórficos), um panda chamado Po acorda de um sonho no qual ele lutou heróicamente ao lado dos Cinco Furiosos - Tigresa, Macaco, Mantis, Víbora, e Grou - um quinteto de guerreiros treinados no Kung Fu o qual Po idolatrou desde sua infância. Na realidade, Po era filho de um ganso chamado Sr. Ping e trabalhava no restaurante de macarrão de sua família. Embora grande e corpulento, ele era um fanático pelo Kung Fu e esperava fortemente se tornar um guerreiro Kung Fu. Entretanto, seu pai estava orgulhoso de sua herança do "povo do macarrão" e queria que Po algum dia tocasse o restaurante em seu lugar, embora não soubesse o verdadeiro desejo de seu filho.



Em algum outro lugar no Palácio de Jade, o mestre dos Cinco Furiosos, Mestre Shifu, foi contado pelo Mestre Oogway sobre uma premonição de que seu ex-aluno e filho, o leopardo das neves Tai Lung, que foi aprisionado após atacar o Vale da Paz, iria escapar de sua prisão de segurança máxima e retornar. Shifu imediatamente enviou um ganso do palácio chamado Zeng para Chorh-Gom com ordens de reforçar sua segurança e prevenir que a premonição de Oogway se torne verdade. Oogway contou para Shifu que era hora de escolher o lendário Dragão Guerreiro, aquele que seria digno de receber o poder do Pergaminho do Dragão, o qual iria dar poder supremo a quem o lesse. Um torneio seria realizado para determinar qual dos Cinco Furiosos seriam escolhidos.



Uma vez ciente do torneio, Po ficou ansioso para participar, mas foi influenciado por seu pai a levar o carrinho de macarrão até a arena do Palácio de Jade. Depois de muito esforço, ele eventualmente abandonou o carrinho e subiu as escadas sozinho, o que o deixou exausto. Quando ele chegou ao topo, os portões fecharam nele e o torneio já tinha começado. Desesperado para ver o torneio, Po tentou muitos jeitos de entrar, todos acabando em disastre. Em sua tentativa final, Po amarrou fogos de artifício em uma cadeira e os acendeu, só para ser visto por seu pai, que entrou em pânico vendo a situação. Depois de declarar que ele amava o Kung Fu, os fogos começaram a queimar e Po disparou em direção ao céu. Po eventualmente caiu no meio da arena na frente de Oogway, que estava prestes a apontar o Dragão Guerreiro. A tartaruga indicou que o Dragão Guerreiro era, de fato, o panda que acabara de cair em sua frente.



Após falhar em convencer Oogway que um "panda flácido" não poderia ser o verdadeiro Dragão Guerreiro, Shifu encontrou Po no Palácio de Jade e tentou repreender e humilhar o panda, até ameaçando-o com a Técnica do Dedo Wuxi. O panda-vermelho então tentou pressionar Po a sair, submetendo-o aos perigos do Corredor de treinamento e uma série cansativa de batalhas com os Cinco Furiosos,todos os quais (especialmente Tigresa) duvidaram dele e fizeram piadas sobre sua incompetência. Naquela noite, Po ficou abatido após seu primeiro dia de treinamento, mais ainda depois de ter sido friamente repreendido por Tigresa, e sujeitando-o a comer por ansiedade, enchendo a boca com pêssegos pegos do Pessegueiro do Conhecimento Celestial. Quando descoberto pelo Mestre Oogway, que compreendeu seus problemas, a tartaruga o aconselhou a focar na sua situação atual ao invés de se preocupar com as falhas do passado ou futuro.



Enquanto isso, Tai Lung escapou de sua prisão da Mongólia, usando uma das penas soltas do próprio ganso mensageiro que Shifu enviou para certificar a segurança da prisão, e foi capaz de abrir o cadeado da contenção de acupuntura o qual estava detido. Após lutar e vencer os guardas da prisão, o leopardo das neves agarrou o mensageiro e disse a ele para avisar a aqueles no Palácio de Jade que "o real Dragão Guerreiro está voltando para casa". Ansioso para ter o Pergaminho do Dragão, ele começou a retornar para o Vale da Paz.



Levando a sério o conselho de Oogway, Po chegou mais cedo ao pátio para praticar, surpreendendo Shifu e os Cinco, que achavam que ele tinha desistido. Rapidamente, Po conquistou a maioria dos Cinco com sua persistência, habilidades culinárias e bom humor, embora ele ainda era incapaz de compreender os conceitos básicos do Kung Fu.



Enquanto isso, Oogway exigiu uma promessa de Shifu que o último iria acreditar nele e treinar Po, e então ascedeu aos céus em um redemoinho de pétalas de flores, conferindo a guarda do Vale da Paz à Shifu. Quando ouviu que Tai Lung estava vindo, Po entrou em pânico e tentou fugir do palácio. Shifu se recusou a deixá-lo ir, insistindo que o conselho de Oogway deveria ser seguido, mas Po tinha perdido toda a confiança e o panda-vermelho estava sem nenhuma solução. Depois  de testemunhar este argumento no telhado do Palácio, Tigresa levou os Cinco Furiosos em uma tentativa de parar Tai Lung eles mesmos.



Na manhã seguinte, Shifu descobriu que Po mostrou uma agilidade incrível quando ele é motivado por comida. Ele então levou Po para treinar sozinho nas montanhas e, prometendo comida como recompensa por aprender suas lições bem, treinou Po em um guerreiro habilidoso e capaz.



Tigresa e os outros membros dos Cinco Furiosos chegaram em uma longa ponte de cordas sobr um cânion nebuloso, no qual os Cinco confrontaram Tai Lung, a quem eles se envolveram em batalha. Apesar de que os Cinco inicialmente pareciam ganhar, Tai Lung  finalmente venceram eles com o uso de ataques nervosos. Grou conseguiu voar de volta para o Palácio de Jade carregando o resto dos Cinco, que foram paralizados. Sentindo que Po estava pronto para vencer Tai Lung, Shifu deu a ele o Pergaminho do Dragão - o qual abriu para revelar nada além de uma superfície dourada reflexiva em branco.



Arrasado pela aparente inutilidade do pergaminho, Po e os Cinco foram ordenados por Shifu a evacuar o Vale enquanto ele se preparava para atrasar Tai Lung o máximo possível, ciente de que essa tentativa iria provavelmente o levar à morte. Durante a evacuação, Po encontrou seu pai, que estava ocupado se preparando para escapar, já compartilhando ideias para um novo restaurante de macarrão. Po, entretanto, tristemente fez uma pausa, suas esperanças de seguir seus sonhos foram frustradas. Em uma tentativa de consolá-lo, Sr. Ping revelou que o ingrediente secreto de sua famosa sopa do ingrediente secreto era "nada" - exceto o poder da convicção. Com isso, Po então pegou o Pergaminho do Dragão; ele percebeu que essa ideia se aplicava a ele e a seu próprio destino, e preparou-se para voltar ao palácio e enfrentar Tai Lung.



No palácio, Tai Lung confrontou Shifu e exigiu o pergaminho, liberando sua raiva por ter sido rejeitado de se tornar o Dragão Guerreiro e culpando Shifu por não conversar com ele no momento certo. Após lutar com ele e ser derrotado, Shifu eventualmente pediu perdão a Tai Lung por seu erro em não ver o que ele se tornou. Quando Shifu recusou a entregá-lo o pergaminho, Tai Lung o atacou e quase o matou. Depois de um momento hesitante, Tai Lung declarou que ele não queria desculpas, ele queria o pergaminho, o qual percebeu que não estava lá. Enfurecido, ele exigiu a Shifu que contasse sobre o seu paradeiro, prendendo o velho mestre no chão pela garganta. Shifu conseguiu dizer que Po já levou o pergaminho para o outro lado da China longe do alcance de Tai Lung. Quando ele estava prestes a desferir um golpe em seu antigo mestre com suas garras, Po chegou exausto, proclamando ser o Dragão Guerreiro.



Tai Lung, retrocedendo, riu da ideia de que o "grande, gordo panda" era o lendário Dragão Guerreiro, mas quando Po puxou para fora o Pergaminho do Dragão, ele foi rapidamente atacado pelo leopardo. Logo os dois começaram a batalhar pela posse do pergaminho, no qual Po inesperadamente provou ser um forte oponente, o qual o leopardo concluiu que só poderia ser possível através do poder do pergaminho. Depois de uma luta frustrante que se arrastou pelos degraus do palácio e em uma aldeia do Vale, Tai Lung ganhou vantagem, esmurrando Po para o chão, e finalmente abriu o pergaminho apenas para ficar confuso, incapaz de compreender seu significado simbólico.



Po então explicou, interpretando que: "Não há ingrediente secreto.. É apenas você." Furioso com isso, tai Lung atacou o panda de novo; entretanto, a gordura de Po tornou os ataques nervosos inúteis, que só causaram cócegas. Po seguiu esta defesa com contra-ataques de eficácia devastadora e, finalmente, capturou o exausto Tai Lung com a Técnica do Dedo Wuxi, alegando ter aprendido o movimento misterioso por conta própria. Com a dobra de seu dedo mindinho e a palavra "skadoosh", Po realizou a técnica, provocando uma onda dourada em todo o Vale e derrotando o leopardo da neve.



Os Cinco Furiosos logo retornaram para a aldeia com os cidadãos do Vale, encontrando Po, atordoado porém vitorioso, Sr. Ping, movido pelas bravas ações de seu filho, orgulhosamente declarou para todos que o guerreiro do Kung Fu diante dele era seu filho, e ele então abraçou po. Tigresa, profundamente impressionada, levou os Cinco Furiosos a aceitarem Po como um verdadeiro Mestre do Kung Fu. Po estava muito feliz, mas lembrou que Shifu estava criticamente ferido, e correu de volta para o palácio. Po encontrou o velho panda-vermelho pouco consciente. Shifu disse a Po que ele trouxe paz ao Vale, e para ele, e o agradeceu, fechando seus olhos. Po então suplicou ao mestre para não morrer, Shifu então gritou que ele não estava morrendo, estava simplesmente em paz. Após os dois descansarem em um momento tranquilo, Po quebrou o silêncio perguntando ao Shifu se ele estava afim de comer alguma coisa, no qual o panda-vermelho eventualmente respondeu que sim.



Mais tarde, Po e Shifu foram vistos comendo bolinhos sobre o pessegueiro de Oogway, onde a semente que Shifu plantou antes começou a brotar numa muda.


ProduçãoEditar

Desenvolvimento  inicialEditar

O conceito de um "kung fu panda" existe pelo menos desde 1993; trabalhar no filme, entretanto, não começou até 2004. A ideia para o filme foi concedida por Michael Lachance, um executivo da DreamWorks Animation. O filme foi originalmente projetado para ser uma paródia, mas o co-diretor John Stevenson decidiu  ao invés disso lançar um filme "Wuxia" de comédia e ação que incorpora o arquétipo narrativo "jornada do herói" para o personagem principal.



A divulgação sobre o desenvolvimento do filme começou antes de outubro de 2004. Em setembro de 2005, a DreamWorks anunciou o filme, juntamente com Jack Black, que foi escolhido para ser a voz do personagem principal. Em novembro de 2005, a DreamWorks anunciou que Dusting Hoffman, Jackie Chan, Lucy Liu and Ian McShane iriam se juntar à Black no elenco.



Alegadamente inspirado pela comédia de ação de 2004 de Stephen Chow, Kung Fu Hustle, os co-diretores queriam ter certeza que o filme também teria um Chinês autêntico e uma atmosfera de kung fu. O designer de produção Raymond Zibach e o diretor de arte Tang Kheng Heng passaram anos pesquisando a pintura chinesa, escultura, arquitetura e filmes de kungu fu para ajudar a criar o visual do filme. Zibach disse que algmuas das maiores influências dele são os filmes de artes marciais mais astutos, como Herói, Clã das Adagas Voadoras e O Tigre e o Dragão. O objetivo para o filme, que levou quatro anos para ser feito, era ter uma boa mistura dos dois, bem como dar uma sensação de "épico", ao contrário de outros filmes de animação da DreamWorks, que geralmente recorreram a canções pop populares e referências de celebridades.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória